sábado, 23 de janeiro de 2010

Naturalis - φυσικό - garden - κήπος - jardín


Um dia nublado e lá estavam orquídeas, nuvens, buxinhos, palmeiras, dançando ao ritmo da brisa do mar, uma pesada nuvem ameaça, mas, talvez cumpra seu destino, chover, chover.

A nuvem que habita na terra trepidante dança, balançando seus azuis, a orquídea lilás um tanto imóvel a tudo observa e talvez sobre sussurros com sua amiga uma orquídea amarela que ainda não desabrochou condene esta farra da pequena planta azul e suas irmãs todas floridas e felizes.

Em seu solitário vaso o buxinho observa esta pendenga tropical e engraçada, uma palmeira cujo nome é ‘pata de elefante’ silenciosa fica assim como uma Fênix ao seu lado. Neste mundo de sussurros e segredos ficasse a imaginar o que diria uma roseira se neste jardim existisse. Talvez ela as orquídeas se dessem bem ou disputariam o trono da mais bela, ou da mais perfumada, a orquídea teria que exalar seu perfume escondindo ou criar,com certeza a seria um grande acontecimento, onde ainda se juntam bem-te-vis, pintassilgos, rolinhas e um casal de gaviões. Um mundo cheio de histórias e que pulsa e expulsa o que pode lhe fazer mal. Ainda existem chefleras, bougainville púrpura, comigo ninguém pode, espada de São Jorge, Jasmim e o cheiroso e frondoso Madagascar com suas flores lindas e perfumadas. E a chuva não quis cair, ficou um mormaço sonolento, aquele espaço havia parado no tempo, um slow-motion.



2 comentários:

Ricardo Calmon disse...

É isso aí amadérrima miga,por jrdins teus,sobrevoar,bem sabendo que a vida é boa,quase sempre,e em espaços da rua ,te vislunbro e me faz pensar em te olhar!!!!!!!!!!
Como bela é a vida!ti amu pessoa minina ,poeta minha e de verdade s minhas!
vidaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

REGGINA MOON disse...

Minha querida,

Lindo poema, linda música!Parabéns!!!

Muito obrigada pelo poema de Ary...é lindo!
Não conhecia...será a minha postagem de encerramento de hoje!


Um beijo,

Reggina Moon