terça-feira, 5 de outubro de 2010

Uirapuru, Poranga e Itamirim


Esta história foi inspirada nas lendas que cercam “Uirapuru”, os índios da história são de criação minha, obrigada a todos pelos comentários.
A lenda de “Oribici” é muito bonita, alguns sites disponibilizam, vale a pena conferir.



O uirapuru quando canta a mata se cala, o vento se agita caipora corre Poranga * procura passarinho miúdo e não acha, sorrindo chamando Itamirim para ajudar na busca. Macaco quando Uirapuru cessa o canto fica com olho assustado reclamando da confusão que ele apronta com os curumins, a jiboia se enrola escondida no tronco e o rio corre rápido pelo igarapé onde Itamirim molha os pés tranquila. Avessa aos encantos do pássaro a pequena Tupi sonha com fruta suculenta e banho de rio em manhã de sol forte, sente cheiro de peixe e mandioca, nó no peito ao lembrar a pintada, sua mãe usando as cores do pau Brasil, a dança da tribo em dia de festa. Poranga então chega espalhando água, pulando igualzinho macaco barrigudo, as araras parecem entender e gritam como loucas acompanhando a bagunça do curumim.
Poranga diz: Uirapuru cantou, parece capivara Ita nem corre para ajudar a achar passarinho misterioso, que desejo eu ia fazer nem sei, nossa estava tão perto, macaco aranha avisou tenho certeza que eu ia chegando, arara ficou gritando, floresta escondeu meu desejo.
Itamirim calma diz que acredita na lenda que Oribici se transformou em pássaro para ficar perto de seu amor e que não há desejo algum, só felicidade, Poranga dá de ombros e diz que só tem mais quatorze dias para ver Uirapuru até ele desaparecer e levar um ano para voltar. Resolvem voltar para junto da mãe e pedir a Tupã que Poranga ache passarinho vermelho que encanta a cada ano quando canta...

*
Poranga é vocábulo indígena que significa bonito. Da língua tupi porang: belo, lindo, formoso, bonito.

15 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Linda lenda. Não conhecia.
Bjux

Sonhadora disse...

Minha querida
Passando para deixar um beijinho e o meu carinho.

Sonhadora

Naty e Carlos disse...

Todos os sentimentos cansam e "desistem", menos o amor. Sentimento algum é tão teimoso! Até quando passa, não acaba. Posto de lado, jamais se conforma. Mesmo se afogando na impossibilidade, não morre.
Bjs com carinho

manuela baptista disse...

Poranga és tu Rê!

com esta lenda tão bela!

e eu conheço um índio Tupi
aqui em Portugal e é nosso amigo e eu gosto de o ouvir falar da sua tribo

um beijo

manu

Margarida Fernandes disse...

Lindo!!!!

Fernando Santos (Chana) disse...

Belo post...Espctacular....
Cumprimentos

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Lindíssima lenda, Renata! Muito obrigada por este verdadeiro presente! Desconhecia-a totalmente
Beijos para a sua noite e o seu dia.
Para você, querida!

"As mais lindas palavras de amor são ditas no silêncio de um olhar." (Leonardo da Vinci)

"O amor é como uma chama que brilha mais forte à medida que aprendemos a abrir nosso coração."(Walcyr Carrasco)

"O amor é uma flor delicada, mas é preciso ter coragem de ir colhê-la à beira de um precipício."(Stendhal)
"O amor é grande e cabe nesta janela sobre o mar. O mar é grande e cabe na cama e no colchão de amar. O amor é grande e cabe no breve espaço de beijar." (Carlos Drummond de Andrade)

Renata Maria

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Oiê! Acho que deve, sim, querida. Pôr a gênese da história, o nome da sua mãe. Vai enriquecer, e muito, o seu trabalho.
Beijos

Ps: É maravihosa!
Posso reproduzir, um dia desses, uma história do seu outro blog, na nossa Galeria? Ah, e desde já, vou linká-la no feminina, porque é tão difícil chegar aqui.

Regina Rozenbaum disse...

Renatinha, amada!
UAU!!!! Que guinada no style... Como adoro pássaros nem careço de dizer que adorei a lenda.
Beijuuss n.c.

www.toforatodentro.blogspot.com

Graça Pereira disse...

Renatinha
Adoro lendas e esta, maravilhosa sobre o amor...afinal, é este o sentimento que transforma tudo, tornando o mundo Poranga!
Que tenhas um fds embalado pelo canto do uirapuru...
Beijo
Graça

REGGINA MOON disse...

Renata,

Gosto muito dessas lendas, do folclore em geral!Parabéns pela postagem...adorei!!

Um grande beijo e tenha um ótimo final de semana!!

Reggina Moon

alegria de viver disse...

Olá

Muito obrigada pelas palavras de elevação.

Seu blog é maravilhoso, tem a natureza como tema principal, o qual gosto muito.

Com carinho BJS.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Oiê, minha amiga do coração! Venho desejar-lhe tudo de bom.

SÓ SE FOR POR AMOR

Nesta primavera

Procuro na criança que ri inocente

Nas folhas que se renovam

A cada dia

Nas estrelas que despontam

A cada noite

E é ali,

Que sempre te encontro.

Onde os teus olhos

Nunca disseram adeus

Em cada lembrança...

Dizendo-me:

Nem tudo é válido

Só se for por amor.

E que não vale morrer

Nem se for por amor.

Que mais vale viver

Só se for por amor.

Que nada é para permanente,

E que tudo pode ser refeito

Só se for por amor.

E tudo é perdoado sempre.

By Renata Cordeiro

Beijos, querida*

PS: O que se passa com *Anjos da Guarda*?

Por toda minha Vida disse...

Renata, querida.

Pode ir até os anjos da guarda, tenta novamente já resolvi o problema.
Beijo é ótimo fim de semana.

Renata

. intemporal . disse...

.

. simples.mente,,, .

. muito bonito .

.

. um beijo meu .

.