sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Uma postagem antiga. FM*


Foto Renata Farias (luzes da minha árvore de natal - fibra óptica).




Existem amores que não podem ser vividos, só sonhados
Existem medos que são sonhados e nunca vividos,
Fatos contados, vivenciados e nunca mais serão sonhados.
Alegrias intensas, vividas, realizadas e sonhadas.
Tristezas gigantescas, sofrível, amargada e vivida.
Divina a vida e seus segredos, seus sonhos, idílios
Vividos ou sonhados tê-los e senti-los.
Ouvir o som do coração o compassado batimento, vida,
Olhar dentro de si e ver-se livre de amarras, enlouquecer
De prazer, sonhar.
Liberdade, voar...

9 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Sua postagem antiga é linda e atual. Parabéns! Você escreve muito bem, querida.
Beijos e Bom Fim de Semana
Renata
PS: Gostei da árvore de Natal.

Saozita disse...

Olá Renata, é a primeira vez que visito o seu blog e gostei, parabéns.

Há de facto amores que não podem ser vividos, por isso ficam nos impossíveis! A vida é feita de avanços e recuos, sonhos, amores, desamores, alegrias, tristezas, encantos e desencantos.
É esta a essência da vida, a permuta, mutação, mudanças, realizações e fracassos.
Só temos mesmo é que saber viver.
Esta postagem antiga, está bem conseguida, leva-nos a meditar.

Tenha uma boa e linda noite.

Bjs

Sãozita

AFRICA EM POESIA disse...

Foi bom voltar Aqui...


Vim caminhando devagar mas com segurança.
Um beijo

CAMINHAR


Caminhar e parar
Chegar e não chegar...

Caminhei...
E cheguei...
Parei...
E não cheguei...

A contradição
Do certo e do errado
O caminhar e o parar...

É preciso caminhar...
É preciso agir...

Só assim
Cheguei e consegui!...

LILI LARANJO

Regina Rozenbaum disse...

Tô falando e repetindo: muda de profissão!!!
Beijuuss n.c.

www.toforatodentro.blogspot.com

. intemporal . disse...

.

. do passado ao presente . presente .

. um poema inato . latente .

.

. e um desejo que rasa a asa de um coração insondável .

.

. amar.de.amar é sempre tão pouco quando se quer ser tanto .

.

. íssimo beijo meu e um bom fim.de.semana .

.

. paulo .

.

manuela baptista disse...

existe o que é
mas já não é

e se for? será?

é como ouvir o coração, nas luzes da tua árvore de Natal...

voa, Renata, voa!

um beijo

manu

Isabel Preto disse...

Olá, minha querida amiga, gostei imenso de ler.
Beijos grandesdaqui até a Brasil.

Sonhadora disse...

Minha querida

Como este texto falou de mim.

Olhar dentro de si e ver-se livre de amarras, enlouquecer
De prazer, sonhar.
Liberdade, voar...

Verdade real.

Beijinhos
Sonhadora

AC disse...

Um verdadeiro manifesto de vida!

beijo :)